Maravilhas de Angola

  • pt-pt
  • by

 

FLORESTA DO MAIOMBE

FLORESTA DO MAIOMBE

Província: Cabinda

A segunda maior floresta do Mundo. Está situada na região norte da Província de Cabinda, fazendo fronteira com o Congo Brazzaville e a República Democrática do Congo, ocupando uma vasta extensão territorial de 290 mil hectares, distribuídos entre os municípios de Buco Zau (comunas de Inhuca e Necuto) e Belize (comunas de Miconge e Luali). Apresenta uma densa vegetação com árvores frondosas com 50 metros de altura onde podemos destacar o Pau-Rosa, Ngulo Mazii.
A fauna está constituída de animais de grande porte como os Elefantes, Rinocerontes, Pacaças, vários primatas como os gorilas, chimpanzés, pequenos macacos e preguiças, vários tipos de roedores, aves raras como o papagaio cinzento.

 

palanca negra gigante

Palanca-negra

Província: Malanje

A palanca-negra-gigante é uma subespécie rara de antílope, endémica de Angola. Durante muito tempo, pensou-se que estivesse extinta, devido à guerra, mas em Março de 2005 um grupo do Centro de Estudos e Investigação Científica obtiveram provas fotográficas de um dos rebanhos no Parque Nacional de Cangandala.
A palanca-negra-gigante é um dos símbolos nacionais de Angola, e os angolanos têm grande respeito por este animal. Segundo a mitologia africana simbolizam a vivacidade, a velocidade e, a beleza. A palanca-negra-gigante é uma subespécie considerada como em perigo crítico de extinção pela Lista Vermelha.

 

QUEDAS KALANDULA

QUEDAS DE KALANDULA

Província: Malanje

As Quedas de Kalandula são postal de visita de Angola. Localizadas no rio Lucala, o mais importante afluente do rio Cuanza, são as segundas quedas mais altas de África, com extensão de 410 metros e 105 metros de altura.
Ficam a cerca de 80 km da cidade de Malanje, capital da província e a 420 km de Luanda. Para além de um inigualável cenário paisagístico, são também propícias a banhos.

 

 

QUICAMA

PARQUE NACIONAL DE QUIÇAMA

Província: Lunda

O Parque Nacional da Quiçama foi estabelecido como reserva de caça em 1938 e transformado em parque nacional em 1957. Com uma extensão de 990.000 hectares, é um dos maiores parques em toda a África.
O período de Guerra Civil que se viveu em Angola, dizimou parte da população animal do parque. A Operação Arca de Noé, que se encontra a decorrer no parque, propõe-se fazer o repovoamento de várias espécies, entre elas elefantes, pacaças, palancas vermelhas, assim como uma grande variedade de aves exóticas.